EVOLUÇÃO PESSOAL, SIMPLE PLAN E ESCADAS ROLANTES

By Aline Silveira - 19:22:00


Todos crescemos e com tudo que vamos aprendendo nesse processo, evoluímos ou pelo menos era pra acontecer isso ...


Com os apaixonados pela música, tanto os que sonham com uma carreira artística, quanto os que apenas admiram, não é diferente.

Então uma pessoa que com 15 anos tinha preferência por uma determinada banda, e ao longo do caminho passou a colocar no seu playlist diário outras bandas como prioridade, não está indo contra suas raízes. Não confundindo com as pessoas que tem FASES, que cada dia gosta de uma coisa diferente e NÃO coincidentemente, essas coisas costumam ser o que está na moda.

A evolução musical, se da pela necessidade de aprendizado. Se você meu amigo, que se acha músico, mas acha que a pessoa tem de ficar preso a uma única coisa e que evoluir musicalmente é só conseguir usar pedais duplos na sua bateria ou conseguir tocar alguma música do Guns onde você acha que pareceu o Slash tocando, meu querido, você não sabe é nada de música.

Claro que isso também é importante, mas música é sentimento, é forma de expressão, é verdade.

Mas por se esquecer disso é que a música tem ficado tão vazia, muitos recursos pra se trabalhar e pouco conteúdo. Imagina os grandes do passado, com os recursos de hoje, que coisas incríveis não fariam?! Mas esse é o problema da humanidade, quanto mais facilidades e recursos para evoluir, mais utilizam disso é para se acomodar. Já ouviram falar que o inventor da escada rolante a criou para ganhar tempo, para que as pessoas ANDASSEM mais rápido e em vez disso o que realmente acontece?! Todo mundo para e espera .... Entendeu o que eu quis dizer?

Mas voltando a música, nós os apaixonados pela música, precisamos de inspirações, necessitamos de coisas que nos movam e acrescentar coisas ‘’novas’’ em nossas preferencias faz parte do processo. E quando digo nova, quero dizer, coisas que não escutávamos antes, mas não necessariamente precisam ter acabado de sair do forno. 

Eu não tenho mais 15 anos, e não tenho mais o pôster do Pierre Bouvier do lado da minha cama. 


O que não quer dizer que eu não me arrepie cada vez que ouço Perfect e não me lembre dessa época. Mas hoje tenho muitas outras referências, o próprio Simple Plan de hoje é diferente, pois não são mais garotos, também evoluíram e também devem ter acrescentado coisas as listas de preferências. Tenho orgulho de dizer que eles foram a banda da minha adolescência, mas hoje eu sei que musicalmente falando tenho muitas outras bases tão importantes quanto.


É bom bater aquela nostalgia ouvindo essas músicas, mas melhor ainda é sentir o quanto eu já mudei e aprendi.

O mundo está em constante movimento, por que eu não estaria?

  • Share:

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM

0 comentários